JORNAL DA INCONTINÊNCIA
URINÁRIA FEMININA


Resumos Comentados
 
 

Efeito da Correção Concomitante do Prolapso sobre os Resultados do Sling
The Journal of Urology, 180, 1003-6, 2008.

Jennifer T. Anger, Mark S. Litwin, Qin Wang, Chris L. Pashos and Larissa V. Rodríguez
Departamento de Urologia (JTA, MSL, LVR) e Serviços de Saúde (MSL), David Geffen School of Medicine and School of Public Health, University of California, Los Angeles, Los Angeles, California, e Abt Associates, Inc., Cambridge, Massachusetts (QW, CLP)
 

Objetivo: Nós analisamos o efeito da correção cirúrgica concomitante do prolapso realizada concomitante à cirurgia de sling sobre os resultados pós-operatórios precoces em mulheres com incontinência urinária.

Materiais e Métodos: Nós analisamos dados do Medicare de 1999 a 2001 em uma amostra nacional obtida ao acaso de 5% das mulheres beneficiárias que foram submetidas a procedimentos de sling. As pacientes foram seguidas por 12 meses após a cirurgia para avaliar as complicações em curto prazo. Correção concomitante de prolapso que foi realizada nos 12 primeiros meses após o sling foi identificada pelo código CPT-4. Complicações pós-operatórias e tratamentos foram identificados pelos códigos de diagnóstico ICD-9 e CPT-4, respectivamente. Análises bivariadas e multivariadas foram realizadas para mensurar o efeito da cirurgia concomitante do prolapso nos resultados do sling.

Resultados: Correção concomitante do prolapso foi efetuada em 34,4% dos casos de sling. Em mulheres que foram submetidas à correção do prolapso no momento da cirurgia de sling foi significativamente mais provável ter o diagnóstico de obstrução infra-vesical pós-operatória (9,4% vs 5,5%, p<0,007) em relação às que não fizeram. Mulheres que foram submetidas à correção concomitante do prolapso tiveram menor probabilidade de serem submetidas a novo procedimento para tratamento de incontinência de esforço no primeiro ano de pós-operatório (4,7% vs 10,2%, p=0,0005). A análise multivariada revelou que as mulheres que foram submetidas à correção do prolapso no mesmo momento da cirurgia de sling tiveram significantemente menor probabilidade de submeter-se a re-operação por prolapso no primeiro ano após a cirurgia de sling (OR 0,31, 95% CI 0,22– 0,44).

Conclusões: Nossos achados sugerem que tratar o prolapso no momento da cirurgia de correção da incontinência de esforço pode evitar a repetição precoce de nova operação para prolapso ou incontinência de esforço. Contudo, as taxas de obstrução infra-vesical são maiores.

Palavras chave: pelve, prolapso, resultado do tratamento, slings suburetrais, feminino

 

 

Comentário Editorial

 
Os autores se utilizaram de metodologia passível de críticas para avaliar o impacto da correção concomitante de prolapso em portadoras de IUE. Os dados analisados foram obtidos a partir de fichas do sistema de saúde (Medicare) que são omissas em vários aspectos: severidade dos sintomas e complicações, classificação pré-operatória do prolapso ou mesmo sua existência prévia. A despeito destas considerações foi possível observar que a correção concomitante do prolapso diminuiu a chance de re-operação para a distopia e IUE. É provável que parte considerável destas pacientes apresentasse prolapso que foi negligenciado pelo cirurgião. A queda das taxas de realização de nova cirurgia para IU poderia estar ligada ao fornecimento de melhor suporte do colo vesical e diminuição de sua mobilidade aos esforços ou, simplesmente, à maior experiência do cirurgião no tratamento da IU feminina e, portanto, observação estrita no que concerne à correção de todos os defeitos existentes. Por outro lado, as taxas de obstrução pós-operatória foram maiores no grupo submetido à correção simultânea da IU e da distopia, provavelmente pela maior complexidade, alteração anatômica e necessidade de intervenção ampla para corrigir os problemas. O trabalho expõe de maneira clara a necessidade do cirurgião que trata IU não negligenciar os prolapsos associados e estar apto e corrigir todos os defeitos anatômicos durante a cirurgia de incontinência.
 

Aparecido Donizeti Agostinho