barint.gif (2607 bytes)

Em 1832, Gensoul1 apresentou o primeiro procedimento para o tratamento da incontinência urinária feminina e, desde então, muitas técnicas foram descritas. Após a descrição original de Burch2, em 1961, várias modificações deste procedimento cirúrgico foram apresentadas. A Cirurgia de Burch resolvia o problema da hipermobilidade da junção uretrovesical e corrigia uma cistocele coexistente. Esta técnica apresenta vantagens porque permite a sustentação desta junção a um suporte periostal forte (ligamento de Cooper). Uma vantagem adicional é representada pela alta taxa de sucesso, mas existem muitas desvantagens tais como a incisão cutânea, o tempo para execução do procedimento cirúrgico e de hospitalização, e o demorado retorno das pacientes às suas atividades profissionais.
Descrevemos um novo método utilizando uma via laparoscópica extraperitoneal, para modificar a Cirurgia de Burch.